[Afrofuturismo: Palavra Chave] 13. Triunfo*

Por amor, e pelo amor apenas, nós conquistaremos tudo. Consegue enxergar? A noite está em chamas. Levantamos nosso punho para o céu, em nome do futuro. Quantos de nós foram massacrados nas fazendas? Quantos foram violentados? Quantas foram engolidas pelo mar espacial durante a travessia? Estamos exercendo o nosso direito de resposta. Nenhuma princesa alienígena nos libertou, nós fizemos isso nós mesmos. Esse é o nosso presente, o nosso futuro. Estou cercado dos meus irmãos e irmãs melaninados. Não estou sendo óbvio demais? Talvez. Não tenho mais nada a perder e a vida deve continuar. Pelo amor apenas, eu traí, feri e matei. Foi por amor a todos nós. Os alienígenas  nos violentaram por gerações. Eles nos raptaram do Mundo Original e nos trouxeram para esta terra estranha na qual somos obrigados a viver. Será que um dia conseguiremos voltar para casa? É em outra dimensão, para além do mar de estrelas e planetas. Não sei, nunca estive lá fora. Onde está o futuro? Roubaram o nosso passado, nos forçaram até aqui. Estão decepando os últimos alienígenas neste exato instante em que lhes conto esta história. Minhas crianças, vocês são o futuro, guardem as minhas palavras. Um milhão de vozes se uniram e se insurgiram. Em outros mundos, talvez, nós tenhamos sido incapazes de nos organizar. No futuro, muito provavelmente, vamos nos trair, nos desunir e envergonhar os nossos ancestrais. Mas hoje, os antepassados são nossa força. Sempre foram e sempre serão. Os Orixás não são como os deuses estranhos dos alienígenas; os Orixás são guerreiros, todos eles, mulheres e homens, todos carregam armas, para estraçalhar seja lá quem se ponha no nosso caminho. Até mesmo nossos semelhantes. Não sei como é em outros mundos e não me interessa, porque aqui nós acabamos com todos. Essa maldita raça pálida que nos sequestrou, criaturas alienígenas, que nos violentaram, nos impuseram a cultura nojenta deles, tentaram nos distanciar das nossas divindades, tentaram nos destruir em vida. Não sei como foi em outros mundos, mas aqui nós insugirmos e acabamos com todos eles. Todos. Não sobrou um único pálido que fosse para contar história. Raça maldita, fracassada, lixo! Nós somos o povo melaninado do Mundo Original. Nós somos os filhos dos Orixás. Somos a raça poderosa, e estamos de pé! Conseguem enxergar, crianças? A noite está em chamas, porque nós triunfamos. Essa é a nossa Libertação Láurea, que nós conquistamos com as nossas próprias mãos. Eu traí, feri e matei para conseguir chegar até aqui. Tudo por amor. Amor pelo nosso povo, sempre! Afinal, apenas pelo amor nós seguiremos conquistando tudo…

 

Fábio Kabral, 26/05/19

*Título sugerido por Tuxu

Peça sua palavra chave clicando aqui.

Quer saber mais sobre Ketu Três? Adquira O Caçador Cibernético da Rua 13!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s