[Palavra Chave] Brigadeiro Envenenado

Solicitado por Matheus Maskalenka

dreadlocks_by_mshindo9-d1hjs58

Brigadeiro Envenenado sobrevoava as alturas da cidade. O horizonte estava todo tingido de vermelho, como se tivessem manchado o céu inteiro com sangue. Quase não se via nada, tudo repleto de fumaça de escombros e de indícios de incêndio; os prédios piramidais ao redor se despedaçavam a cada rajada invisível disparada por Brigadeiro Envenenado. As pessoas lá embaixo corriam, choravam e se desesperavam; tudo isso soava como música nos ouvidos de Brigadeiro Envenenado; nas alturas dos prédios piramidais, vestindo o verde que lhe era característico, com a capa e os dreadlocks esvoaçando ao vento, em meio aos gritos de dor e desespero, Brigadeiro Envenenado gargalhava.

Brigadeiro Envenenado descobriu que era difícil gargalhar quando um soco lhe acertava bem no meio do estômago.

Brigadeiro por pouco desviou do segundo soco, que lhe acertaria bem na mandíbula; com um movimento rápido de sua mão direita, ele arremessou para longe seu oponente, sem sequer tocá-lo; enquanto que com a mão esquerda Brigadeiro Envenenado ergueu um grande bloco de metal, também sem o tocar, e o jogou contra aquele que lhe havia lhe desferido os golpes; mas o bloco de metal explodiu em pleno ar. A pessoa que havia golpeado Brigadeiro Envenenado, uma mulher, estava já de pé, ou melhor, de pé no ar, flutuando na altura de Brigadeiro Envenenado. Era uma moça alta, de pele bem escura e roupas colorida, e cabeça raspada. Ela encarava Brigadeiro Envenenado bem nos olhos, com seus olhos tão negros quanto o universo; e não tinha sofrido nenhum arranhão. Abaixo dela, também encarando Brigadeiro, outras três pessoas, outras duas mulheres de tranças e um homem de black power, vestindo roupas coloridas semelhantes à da moça voadora – azul, amarelo e branco, respectivamente.

– Certo, Brigadeiro – disse a moça voadora – Já deu o seu show hoje. E você já sabe como isso vai terminar. Então, bora economizar tempo, né?

– Você se acha demais, Guerreira Vermelha – disse Brigadeiro Envenenado – Desta vez, só me rendo se for morto.

– Legal… – disse a moça Guerreira – Então, adeus.

Brigadeiro Envenenado fez um movimento rápido de mãos, e com isso o homem de black power e a mulher de amarelo foram arremessados longe; ao mesmo tempo, a Guerreira Vermelha estava já sobre ele para lhe desferir outro soco; Brigadeiro conseguiu bloquear com um escudo invisível de pensamento, mas seu pensamento não foi rápido o suficiente para impedir que a mulher de azul lhe congelasse o uniforme; o homem de black power, mesmo ferido no chão, realizou gestos com suas luvas brancas e soltou um grito, o que fez Brigadeiro Envenenado levar as duas mãos à cabeça e gritar; e assim a mulher de trança que havia sido arremessada antes mostrou que na verdade não havia sido arremessada coisa alguma; a verdadeira apareceu por trás e perfurou as costelas de Brigadeiro com uma azagaia.

Brigadeiro Envenenado desmaiou por causa da dor, e o céu voltou a ficar azul. Os prédios piramidais pararam de despencar na cabeça das pessoas.

– Ele não vai morrer – disse a moça de amarelo, a que havia o golpeado; já estava no chão, com o Brigadeiro ainda pendurado na sua azagaia – Se o Mão Branca o curar a tempo, é claro.

– Nem um patife como esse vai morrer enquanto eu estiver por perto – disse o homem de black power que se chamava Mão Branca, após curar a si próprio.

– Bom trabalho, Lança Amarela, Geada Azul e Mão Branca – disse a Guerreira Vermelha.

– O que mais me irrita é esse nome ridículo dele – disse a moça de trança que se chamava Geada Azul.

– Não tem porcaria nenhuma a ver com os poderes do cara, nem com o uniforme – disse a moça de tranças que se chamava Lança Amarela.

– É que parece que a menina da escola que ele gostava deu pra ele um brigadeiro envenenado – disse a Guerreira Vermelha – Porque ele era muito chato e ficava atrás dela toda hora; ele foi parar no hospital, mas quando recebeu alta o paspalho descobriu que era um dos telecinéticos mais poderosos do mundo.

– Teria sido menos pior se ele tivesse sido exposto na internet – disse o Mão Branca, meneando com a cabeça.

Deseja solicitar uma palavra chave? Clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s