[Palavra Chave] O processo criativo no ócio compulsório

Solicitado por Clara Coutinho

African man sitting on the chair and thinking.

A folha está em branco. A imaginação está tão vazia quanto a sua carteira. Você acordou bem cedo para a entrevista. Vestiu uma de suas melhores camisas. Fez a barba, passou perfume. Chegou bem na hora. Falou pausadamente. Sorriu. Foi natural. Apertou a mão, foi embora. Aguardou.

Nada aconteceu.

Assim foi tantas vezes que você nem se lembra mais.

A folha está em branco. Os currículos foram mandados. Muitas vezes ao dia. Quantas normas devemos supor agora? Nada aconteceu, poderíamos fazer relatos de todas as vezes em que não deu certo e todas as vezes em que você não sabia o que fazer para pagar o próximo aluguel. Poderíamos nos lamentar para todo o sempre. Poderíamos tomar remédios. Poderíamos nos humilhar mais e implorar por dinheiro.

Tudo por dinheiro. Tudo por dinheiro. Humilhar-se por dinheiro. Quero apenas dinheiro. Algum jeito de ganhar dinheiro. Garganta seca pela falta de dinheiro. Pensando nalgum jeito de ganhar dinheiro. Pensando em como dinheiro. Ganhar dinheiro. Como fazer para conseguir dinheiro. Tremendo pela falta de dinheiro. Acordando com coração batendo forte por causa da falta de dinheiro. Pensando como fazer por não ter dinheiro. Tentando as entrevistas para conseguir dinheiro. Todas as vezes não dando certo e pensando em como ganhar dinheiro. Dinheiro.

Sabe o que é que se faz? O personagem nasce. Temos um plot. Quantas histórias você leu? Quantas vidas você viveu? Sentou-se pra ler o próximo gibi. Quando pediram pra falar sobre livros que leu, lembrou de mais outros personagens. Plots. Histórias.

Temos de tornar os sonhos realidade. O dia está passando. Os currículos não deram em nada. Mas aquele filme do cinema tem toda uma volta, um retorno de fios desamarrados. Algumas ideias. Você está me acompanhando? Não está fazendo muito sentido, porém não precisa. Quando ele subiu aos céus e gritou suas mazelas, ou quando ela ficou em chamas e explodiu várias cabeças. Não precisamos fazer referências. Estamos pensando. Qual a próxima história? A sua vida se desenrolou e outras possibilidades nasceram. Tentou uma vez mais. Eu só quero me sentir mais tranquilo. Na verdade, ainda não é possível dizer.

É dizer que há um arco para cinco livros. Outro arco para outros cinco daquela série que já começou. Está tudo na sua mente. Um mundo inteiro, os vivos se tornando reais, estão pedindo. Temos um mundo aqui dentro. Vários. Não precisa fazer sentido agora, quando você tomar pra ler você vai entender. Vai se sentar na mesa do evento, falar com propriedade, vão gostar o que você tem a dizer. Sabe articular bem, escolhe bem seus dizeres. Os currículos foram mandados porém não retornaram. Era o que você queria? Você quer dinheiro. Fazer alguma coisa seria interessante. Criticaram porque você fica escrevendo direto. Mas não te aceitaram. Você fez a entrevista e não deixaram entrar. As entrevistas. O que você vai fazer? Você vai escrever. Por quê?

Porque você quer ser o melhor de todo o Sistema Solar.

Porque você quer alcançar os limites da barreira de Júpiter, porque você quer alçar voo para além das estrelas circundantes do espaço além dos limites conhecidos, porque você quer flamejar e se espalhar pelos fios que tecem os fios brilhantes da realidade, porque você quer estourar para saltar de planeta em planeta, em troca de outros mundos, outras dimensões. Porque você quer que a sua consciência se espalhe por todos espaços além da tua própria imaginação.

Nós temos muito o que fazer. Estamos trabalhando, estamos inventando.

Não temos dinheiro. Teremos. Temos mas não temos. Dinheiro. Está vindo. Nem que seja na marra. Você quer me derrubar? Quer que eu me sinta mal por tão pouco? Quer que eu desista?

Eu vou berrar.

Eu vou estraçalhar tudo o que existe até conseguir tornar o meu sonho realidade.

Deseja solicitar uma palavra chave? Clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s