[Palavra Chave] Culinária dos cinco continentes

Solicitado por Raphael Henrique Costa Monteiro

culinaria do contiente

Primeiramente, o gosto era negro. Era o gosto ancestral, o paladar mais antigo. Havia veredas etéreas de simbolismos e subjetividades para se alcançar, mas o gosto era bastante real. Vários sabores, várias tonalidades, vários aromas, várias sensações. Quantas você sabe citar? O sabor era real.

Era, foi, é, será.

Poderíamos mordiscar mais, se nos fosse permitido… mas sabe? Houve dissidências. Afinal, os grãos sempre se espalham. Se esparramam pela cabeça do mundo.

Primeiramente, havia grãos negros. Mas outros sabores surgiram.

Há o sabor amarelo. Há suavidades, mas há firmezas também. Quantas multiplicidades cruas? Há umas originalidades. Há alguns tentáculos… há alguns heroísmos e espiritualidades. E alguma servidão demais, talvez. Tradicionalismos que talvez limitem. Ou talvez ajudem a crescer… mas aos olhos de quem?

Sabe? Os grãos se espalham.

Há os gostos amarronzados. Misturados. Os grãos vermelhos e agrestes. Quantas verdes poderíamos contar? Há grãos dourados, manchados com a seiva escarlate que escorre dos cortes. Você comeria uma raiz pulsante? Fincamos no núcleo, e compreendemos a razão.

Sabe? Muitos grãos se misturaram. Contra a vontade, mas se misturaram. Mas estão aqui. Ali. Torrando na panela e alimentando seus próprios sabores no mundo.

Ah, sim. Os grãos brancos. Mas do sabor pálido já há muitos para falar. É o que só se fala. E essa sensação, francamente, não nos interessa mais.

Deseja solicitar uma palavra chave? Clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s