[Palavra Chave] Hinos Nacionais Africanos

Solicitado por Raphael Henrique Costa Monteiro

10257306_714946971921435_5329880195181981239_o

As minhas verdadeiras nações não são aquelas determinadas pelo invasor. Eu sou fon, eu sou jeje, eu sou igbo, eu sou fula, eu sou ronga, eu sou nianga, eu sou xangana, eu sou basuto, eu sou ambundu, eu sou lunda, eu sou luba, eu sou tchokwe, eu sou zulu, eu sou karo, eu sou mursi, eu sou iorubá. Eu sou uma multiplicidade de povos que existiam desde a era dos sonhos dos nossos ancestrais. Eu sou a nação criada por Sudika Mbambi quando lutou contra os monstros invasores makishi. Eu sou a nação salva pela poderosa Lituolone das garras do monstro devorador Kamapa. Eu sou a fúria do herói Uncama, eu sou a perseverança do  herói Kwasi Benefo. Eu sou a divindade alcançada pelo herói Murile, eu sou a sabedoria do Milagreiro das Planícies, eu sou a esperteza da heroína Kwasimba, eu sou a luz de Tangwa, eu sou a escuridão de Kakueji. Eu sou filho de Tchyanza Ngombi, a Grande Mãe Serpente criadora da Terra e do Céu, e esse é o hino nacional da minha alma.

Deseja solicitar uma palavra chave? Clique aqui.

Anúncios

Um pensamento sobre “[Palavra Chave] Hinos Nacionais Africanos

  1. Quantos séculos e quantos genocídios para os africanos fazerem um mapa decente? Não sei, não vou saber. Mas um dia o mapa europeu vai mudar, vai sim. Mas a que preço…. ;-(

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s