[Palavra Chave] Comunismo

Solicitado por Filipe dos Santos Menezes

A male polar bear carries the head of a polar bear cub it killed and cannibalized in an area about 300 km (186 miles) north of the Canadian town of Churchill in this picture taken November 20, 2009. Climate change has turned some polar bears into cannibals as global warming melts their Arctic ice hunting grounds, reducing the polar bear population, according to a U.S.-led global scientific study on the impacts of climate change. Picture taken November 20, 2009. REUTERS/Iain D. Williams (CANADA ANIMALS ENVIRONMENT IMAGES OF THE DAY)

Isto aqui é meu. Eu achei que era. Eu quero. Era um brinquedo. Meu amiguinho tinha o brinquedo que eu queria. Ficava ali brincando na minha frente. Eu queria aquele brinquedo. Só que o brinquedo não era meu, era do meu amiguinho.

Então eu fui lá e matei meu amiguinho. E peguei o brinquedo pra mim.

As formigas operárias estão morrendo de fome. As formigas artesãs e as formigas filósofas ficam com a maior parte da fatia de bolo. A formiga rainha fica com o bolo inteiro, praticamente. As formigas operárias se revoltaram, mataram as artesãs e as filósofas e estrangularam a rainha até a morte. Afinal, as operárias eram em número muito maior. Foram lá e dividiram o bolo entre si.

Mentira. As operárias continuaram trabalhando e fazendo tudo o que as artesãs mandavam fazer e acreditavam em tudo o que as filósofas diziam – afinal, estudaram mais, eram mais sábias, deviam estar com a razão.

Lá numa terra gelada e fria de ursinhos pálidos, uma terra agrária e pobre, um grupo de ursinhos estudiosos agitou os ursinhos que trabalhavam, seguindo os ensinamentos de uma lontra barbuda que escreveu um livro de histórias. A história dizia que deviam depor os ursos pálidos que mandavam em tudo. Foram lá e botaram os mandões para fora. Aí, os estudiosos fingiram que iam dividir tudo com a maioria pálida que trabalhava nos campos. Mas não dividiram direito e queriam mandar em tudo, se transformando em novos mandões. Nada deu certo e a história da lontra barbuda nunca se tornou realidade.

Nas terras encantadas dos campos de estudos, barbudinhos pálidos ainda fedendo a leite hasteiam as bandeiras da lontra barbuda lá de terras distantes. Barbudinhos pálidos fedendo a leite tentam levar essas ideias que mal compreendem para outras pessoas cujas necessidades são muito mais urgentes e imediatas, e cuja realidade não é contemplada pela ideia teórica ideal nunca realizada da lontra barbuda. Barbudinhos pálidos convocam passeatas e reuniões e instauram comandos e se divertem com cargos insignificantes e acham que estão salvando o mundo.

Havia um mundo em que azuis e vermelhos brigavam. Os azuis acham que os vermelhos são uma ameaça que vai acabar com a sua liberdade, traz pobreza, desigualdade e ódios. enquanto os vermelhos alertam que o sistema dos azuis acaba com a liberdade, traz pobreza, desigualdade e ódios. Ambos os lados estão corretos, de certa forma. Mas nenhum contempla o povo de ébano, que vivia tranquilo no Continente, de acordo com suas próprias leis e tradições, que não tinha nada a ver com as políticas alienígenas do pessoal pálido do norte. Até serem invadidos por esses pálidos, fossem azuis ou vermelhos.

Deseja solicitar uma palavra chave? Clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s