[Palavra Chave] Treliça, luau, estrela cadente

Solicitado por Anna Bkp

[Palavra Chave] Treliça, lual, estrela cadente

Senhora Lua, me ajude, estou caindo e vou me espatifar naquela ponte de metal.

Eu brilhava no mar de escuridão brilhante, e era muito boa nisso. Eu brilhava ao lado das minhas irmãs e irmãos, várias e vários de nós, espalhados por toda parte; nós resplandecíamos sobre os caminhos do mundo, e, dessa forma, o mundo se enchia de possibilidades sem fim que nasciam a todo instante.

Então por que aquela cantoria lá embaixo me derrubou?

Estavam cantando alto ali perto daquela ponte. Aquela ponte esquisita de metal,  aqueles triângulos entrelaçados uns nos outros, remontados, recortados, aquela ponte solitária no meio do mato, cujo caminho levava a lugar nenhum.

Eu ia cair naquela ponto esquisita no meio do nada. O que eu fiz pra merecer um destino desses?

Ali do lado da ponte, ali no pé do córrego abaixo, com os pés balbuciando na água, havia um monte de gente cantando. Cantando, dançando, namorando, estavam seminus, estavam bêbados, estavam com uma fogueira acesa ali ao lado da ponte, estavam estacionados ali aquelas caixas feias de metal, eles chamam de “carro”, eu acho, estavam ali se balançando e dançando e se pegando e se engalfinhando. Que cantaria horrorosa! Por que eu ia cair no meio daquilo?

Porque havia ali um jovenzinho solitário.

Havia um rapazola desses qualquer. Sentado no meio da ponte, com as perninhas balançando, olhando a cantoria ali logo abaixo dele. Olhava com suspiros, fazia gracejos para ser notado. Olhava com inveja. O que é que ele esperava? Ele que tomasse uma atitude, em vez de ficar ali se lamentando feito um palerma; nada ia mudar enquanto ele não se movesse para mover o seu destino.

O mundo era movido a infinitas possibilidades porque nós brilhávamos sobre os caminhos do mundo. Nós somos as possibilidades sem fim capazes de fazer qualquer coisa que quisermos. Mesmo que pareça improvável, mesmo que demore muito tempo, mesmo que só consigamos realizar no fim da vida. Embora minhas irmãs e irmãos brilhem para sempre. Nós brilhamos na terra, numa época anterior aos avós dos nossos avós, nós brilhamos tanto que no fim da vida subimos aos céus – e alcançamos uma vida ainda mais espetacular e maravilhosa, aqui no mar de escuridão radiante. A Senhora Lua é nossa mãe e olha por nós, nos conta história e sorri para todos. Mesmo que seu olhar prateado pareça meio perverso, às vezes.

Estou então sendo castigada por algo que fiz muito tempo atrás?

Um rapazola desses qualquer, sentado numa ponte esquisita de triângulos de metal, ali sentado lamentando a cantoria na qual todos se enamoravam, aquele rapazola, no meio daquela noite tão bonita, reclamou todas as forças do seu coração repleto de amargura e pesar para fazer um pedido. E é por isso que eu estou caindo.

Eu, que brilhei por tanto tempo por diversos caminhos e destinos, mereço um fim desses?

Mais tarde, vão chamar aquela cratera na ponte destruída de Cratera da Princesa. Anos mais tarde, surgirá a lenda da Princesa dos Céus que beijou o Príncipe Solitário no Meio da Multidão Enluarada, na noite em que várias almas de amantes ébrios se espalharam em chamas pelo metal a Ponte Esquisita no Meio do Nada. E vários anos mais para frente, contarão a história daquele Último Beijo do Príncipe Solitário para as criancinhas, antes de elas dormiram sob o céu iluminado pelas minhas irmãs e irmãos.

Dessa forma, aquele rapazola estúpido que me fez cair tornará seu desejo realidade.

Eu brilho sobre os caminhos e destinos do mundo. Eu sei.

Eu mereço um destino desses?

Deseja solicitar uma palavra chave? Clique aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s